Tecelagem

 

 

A Arte da Tecelagem em Rio de Moinhos...porque a tradição tem que continuar a ser o que era !
 

Rio de Moinhos sempre foi uma terra de tecedeiras e tecelões, com bastante procura e produtividade durante o século anterior mas, actualmente, esta arte está em vias de extinção. 

É por este tipo de artesanato que a nossa terra ainda hoje é conhecida e procurada, quer por turistas que aqui vêm, seguindo as sugestões dos folhetos turísticos da Região de Turismo Dão-Lafões em que nos inserimos, quer pelos habitantes das redondezas que ainda nos visitam para encomendar trabalhos em linho ou farrapos.

Numa época em que a reciclagem e a reutilização dos materiais está na ordem do dia, faz todo o sentido fazer renascer e  preservar esta arte em que se reutilizam os tecidos da roupa já usada, em vez de os desperdiçar. Foi este o principal motivo que levou à realização de um primeiro curso de iniciação à tecelagem e bordados à mão (de Abril a Julho de 2004)  e mais tarde um outro de aperfeiçoamento na primeira área (Maio e Junho de 2005).

Na sequência de cada curso procedemos à realização de uma exposição dos trabalhos elaborados, que se destacaram pela quantidade e qualidade. Ambas as exposições contaram com a presença de muitos visitantes, facto que contribuiu para que algumas formandas se sentissem motivadas para dar continuidade a esta arte.

 

 

Assim, decidimos realizar um encontro semanal chamado de “Serão dos Trabalhos Artesanais”, em que as senhoras que assim o desejassem poderiam participar, trazendo trabalhos para realizar, trocar experiências e conhecimentos e possibilitando um contacto mais regular entre todas para coordenar a continuação dos trabalhos nos teares.

No decorrer destes encontros, que contaram com um grupo regular de dez a doze senhoras, foi amadurecendo a ideia da formação de uma cooperativa de artesãs, cuja principal actividade seria na área da tecelagem,  complementada com a realização de outros trabalhos em linho, bordados, rendas e bainhas abertas.

Esta cooperativa, para além de contribuir para a preservação e divulgação de uma arte tão antiga, com tanta tradição na nossa terra, dará também a possibilidade de esta se tornar uma fonte de rendimento para as artesãs que estão desempregadas ou um complemento para as que já têm um emprego. 

Para o desenvolvimento deste projecto foi imprescindível o apoio dado pela Junta de Freguesia e pela Câmara Municipal na concretização dos dois cursos, nomeadamente com a cedência de instalações e no financiamento de dois teares e demais material para tecelagem.

As artesãs envolvidas na constituição da cooperativa esperam  continuar a beneficiar do mesmo apoio, pois pretendem, num futuro próximo, abrir um espaço de exposição e venda do artesanato por elas produzido. Desta forma darão o seu contributo para que Rio de Moinhos continue a figurar no Roteiro Turístico da Região Dão-Lafões.